Dezenove – Engenharia Para Leigos

30 09 2013

casa caiu1A princípio, toda estrutura parece firme.

Com estacas profundas e fundação bem feita.

E logo depois de pronta, é que a casa

exibe-se com sua maior beleza.

Porém é com o tempo

que ela mostra sua força.

Abalos tendem a levar a estrutura a ruína,

e as falhas na estrutura

aparecem em formas de trincas e fissuras.

Construir não é algo que se faça sozinho,

e por isso é preciso a cooperação de todos os envolvidos.

Hoje eu sei que construí estacas profundas

e fiz uma fundação bem feita,

e que , se mesmo assim a casa caiu,

a culpa não foi minha.

Agora, de que adiantou fazer tudo certo

se no final as coisas não saíram como eu queria?

Bom… minha recompensa, eu tive,

e valeu muito a pena fazer tudo certo.

Ps’s:

Ps1: Talvez isso não tenha nada haver com engenharia.

Ps2: Este é um texto ao velho estilo Dezenove, o qual eu não costumo postar aqui. Desculpa. Mas pra que não escrevia nada a mais de um ano, acho que tá valendo.

Ps3: Uhuuuull \o/….

Anúncios




Balanço do 1º dia de Lollapalooza

8 04 2012

O Lollapalooza Brasil começou bem. Antes mesmo do Marcelo Nova subir ao palco, a Didi Wagner é claro deu uma das suas. Ela conversava com o músico, dizendo que ele não tinha nenhuma superstição ou ritual para subir ao palco (ele confirmava com a cabeça), que ele simplesmente subia e fazia o que sabia fazer, e aí veio a pergunta: “Sempre foi assim ou você aperfeiçoou isso com o tempo?”. O que o Marcelo Nova respondeu? Não sei. Me bateu uma vergonha alheia e eu saí da sala. Mas eu voltei pra ver o Marceleza tocar. No meio do show ele ainda falou sobre o “charminho” que os músicos fazem quando saem do palco fingindo ter terminado o show e depois voltam como se fosse a pedido do público: “Todo mundo sabe que o babaca vai voltar…”.

Depois foi a vez do … Cage The Elephant… “O Dave Grohl substituiu o baterista doente…”… “ele estava no backstage pronto pra assumir caso o baterista não conseguisse…”. Pensei: “Nunca ouvi falar… Mas vamos ver né, tá todo mundo falando bem… Diz que o cara gosta de Nirvana e tals…” Bom… ele parece o Kurt Cobain, ele pula no palco o tempo todo e na segunda música ele foi pra galera… Pensei: “Esse show não vai terminar”. Bom… o show terminou, mas o cara voltou pra galera. Pensei: ” Esse cara não vai sair daí…” Ele saiu, roubou uma bandeira do Brasil de um desatento e saiu correndo.

Então veio O Rappa e mais uma vez veio a Didi. Dessa vez ela só trocou os nomes  Xandão e Lobato, nada de mais já que eles são parecidos. O show começou duas vezes pois trocaram o microfone do Falcão depois de ele ter começado a música. Mas o mais legal foi a apresentação das moças da Orquestra do Rio a que ele chamou de “As raparigas”, e pediu aplausos para ” As Raparigas”.

Em seguida foi a vez do Band Of Horses, outra banda que eu nunca tinha ouvido falar, mas pensei: “Com esse nome o som deve ser pesado, certo?” Bom, eu não posso julgar, mas nem terminei de ouvir a primeira música. Não era pesado. muito pelo contrário. Como é que um bando de caras barbados, podem tocar uma música daquelas?! Fui lavar o carro.

Voltei, a Joan Jett and The Blackhearts já tinha começado. Eu conheço pouco e tocaram tudo o que eu conheço. Música legal, do jeito que eu imaginava. O legal era ver os tiozãos da banda pagando de  garotões… Enfim… foi bom.

O mais esperado veio no final. O Foo Fighters entrou e fez duas horas e meia de show. Tocaram tudo. Tocaram Pink Floyd, o Dave Grohl tocou bateria, o Taylor Hawkyns cantou, a galera deu um show a parte no Best Of You, deram de “babaca” e saíram do palco, voltaram, tocaram com a Joan Jett, e finalizaram com Everlong. Showzaço. Só não foi melhor porque eu vi tudo isso pela TV.

Bom como amanhã não vou poder passar o dia na frente da TV,  espero ver o final com Jane’s Addiction, Forester The People e, é claro, Arctic Monkeys.





25ª Festa do Peão de Americana

4 07 2011

Semana passada terminou a 25ª Festa do Peão de Americana tendo atraído um público total de 374 mil pessoas, e na noite do sábado dia 25/06 atingiu o recorde de público de 65 mil pessoas, todas com a intenção de assistir o show da atração principal da noite, a dupla Jorge e Mateus, mas nem todas conseguiram. Nos últimos anos o rodeio de Americana ganhou notoriedade e atingiu o status de uma das melhores festas de peão do Brasil, trazendo para os palcos artistas de renome e atraindo grande público. Porém, naquela noite do dia 25/06, eu pude ver com os meus próprios olhos que a infra-estrutura não acompanhou esse crescimento.

Eu cheguei cedo, então não tive problemas com filas e congestionamento, mas em pouco tempo dentro do recinto já tive que lidar com o primeiro problema da noite: a imensa fila do banheiro feminino. Minha namorada queria ir ao banheiro porém em todos os banheiro da festa tinham enormes filas. Em uma delas perguntei para um rapaz se tudo aquilo era fila para o banheiro feminino: – “O pior é que é. Minha mulher já está lá dentro, mas olha o tamanho da fila que tive que enfrentar” – disse ele, que continuou a criticar – “Eles ainda dizem que essa é a segunda melhor festa de peão do Brasil. Não queira ir na terceira, porque se na segunda é assim, imagine na terceira. Agora pergunta pro presidente se a esposa dele enfrenta uma fila dessa pra poder usar o banheiro. Tenho certeza que não”. Então a mulher dele chegou e ele se despediu e me desejou sorte.

Quando fui TENTAR encontrar um lugar na arena pra TENTAR assistir os shows, ao descer a rampa ao lado do camarote, logo avistei em lugar mais alto um segurança junto com um senhor de chapéu sinalizando pra multidão que tentava entra na arena, voltar. Alguém no meio do povo deve ter questionado alguma coisa e por leitura dos lábios e dos gestos deu pra perceber que o senhor respondia:  “Não dá! Tá muito cheio”. A mesma pessoa deve ter retrucado e o senhor abriu os braços, fechou a cara e respondeu com tom bravo: ” Não dá, você quer que eu faça o que?”. Eu voltei pelo mesmo lugar fui e no caminho de volta encontrei a tropa de choque da Polícia Militar abrindo caminho na multidão. Eu nem quis ver o que é que ia acontecer alí no meio.

Minha última esperança foi assistir o show pelo telão, mas mais uma vez eu me decepcionei. Eu, na minha santa inocência, imaginei que o som do palco seria liberado pra fora, para as pessoas que não conseguiram entrar na arena ou nas arquibancadas pudessem assistir o show pelos telões, mas não foi bem assim. Pelo menos não até começar o show do Jorge e Mateus, porque foi aí que eu percebi que não haveriam mais esperanças pra assistir o show e fiz o que muitos fizeram e o que outros tantos deveriam ter feito: fui embora.

Fui embora cansado e puto da vida por ter pago ingresso e não ter assistido o show que eu queria ver. Então eu assisto uma justificativa do presidente do CCA (Clube dos Cavaleiros de Americana), Beto Lahr, dizendo que eu compro o ingresso sem garantias de que eu vá realmente assistir o show. Quer dizer que eu compro um ingresso onde está escrito atrás “Jorge & Mateus / Munhoz & Mariano” e não tenho direito de assistir aos shows? Porque eu acho que se eu tenho esse direito, é dever da organização da festa me garantir esse direito.

Ele diz também que mulher não vai ao banheiro somente para fazer necessidades, mas também pra passar batom. Eu posso estar errado, mas eu não acredito que uma mulher fica uma hora e meia na fila do banheiro pra passar batom. Talvez isso aconteça nos camarotes.

Ps’s:

Ps1: Tinha mais um montão de coisas pra escrever, mas esse assunto já é velho.





E lá no trampo…

12 06 2010

Hoje eu comecei a trabalhar em clima de copa do mundo, afinal foi hoje que o bicho começou a pegar de verdade. África do Sul e méxico se preparavam pra entrar em campo e lá no trampo era tabela pra lá, bolão pra cá, cada um tinha seu palpite e sua torcida. Bola em jogo na Cidade do Futebol e a gente ligado na internet atento a cada lance. O jogo terminou 1 x 1 e logo começaram novamente os preparativos para Uruguai x França.

A certa altura do dia, no intervalo entre um jogo e outro,  meu chefe fez um intervalo no trabalho e estava lendo as notícias do esporte para espairecer um pouco.

– Você viu Tiago? O Robben vai jogar – Disse ele, como se estivesse me dando uma notícia que eu estava esperando a semanas.

– O Robben é aquele da Holanda? – Eu perguntei. É claro que eu sabia que ele estava falando do Arjen Robben, jogador da seleção holandesa. O que eu não sabia é que ele era dúvia para os jogos da copa.

– Ele mesmo. Ele havia se machucado, mas está escrito aqui que ele vai jogar. Só vai ficar de fora da estréia – Ele me esclareceu.

A conversa parecia encerrada quando ouço do outro lado da sala alguém perguntar:

– E o Batman? Vai jogar também?

Ps’s:

Ps1: Imagina a dupla: Batman e Robben. Bem que dizem que o Batman gosta de um carequinha nascido nos Países Baixos.

Ps2: Não subestime o potencial um assunto aleatório tachando-o de inútil ou irrelevante, pois dalí pode nascer uma pérola.

ps3: Apesar de tudo isso, trabalhei (e muito) sim senhor. Hoje foi o dia mais produtivo da semana.

Ps4: Se ainda não dormi, ainda é hoje.





O dia do Homem

1 05 2010

1º de maio. Dia do trabalhador. Não sei se todos concordam comigo, mas já reparou que o mês do trabalho é o mês que mais fode aqueles que suam de sol a sol em busca do pão nosso de cada dia?! Quer dizer, se você, como grande parte dos trabalhadores assalariados desse Brasil varonil, recebe o pagamento no quinto dia útil do mês, esse feriado logo no primeiro dia só atrasa o que realmente interessa, o salário. Por sorte (ou azar, eu já não sei mais), esse mês o feriado caiu num sábado.

Certa vez no trampo, numa época próxima ao famoso 8 de março, estavamos em um grupinho composto por homens e mulheres em um acirrado e bem humorado debate a respeito do Dia Internacional da mulher.

– Somos tão importantes, que merecemos um dia todo, totalmente dedicado a nós. Disse uma das mulheres.

– Mas se vocês têm um dia do ano pra vocês, quer dizer que os outros 364 são nossos. Rebateu um dos homens.

Eis que um dos homens ali presentes dispara, sem sorriso no rosto, em tom de seriedade:

– O dia do homem é 1° de maio, dia do trabalho.

Calei, respeitei e concordei.

Ps’s:

Ps1: Veja esse post também no Chapeleta Roxa.





A procura da felicidade

18 04 2010

Desde que o mundo é mundo todo ser humano vive a procura da felicidade [?!]. Sendo assim, responda essas perguntas:

1 – Você é feliz?!

É uma pergunta simples, cuja resposta (teoricamente) não existe variável. Ou é sim, ou é não. Então, agora responda:

2 – O que é felicidade?!

Eu nunca vi duas pessoas darem a mesma resposta pra essa pergunta. Não há um consenso. Também não é um pergunta fácil de se responder. Logo, pergunto:

3 – Você é feliz?!

Como é possível, nós afirmarmos com tanta propriedade que SIM, somos felizes, se eu mal consiguimos definir o que é a felicidade?!

Penso Pense nisso!

Ps’s:

ps1: É que eu não consegui dormir e precisava escrever pra relaxar…





O Caos dominará o mundo

13 04 2010

Teve um dia da semana passada que eu abri o jornal e vi a seguinte manchete:

RIO MERGULHA NO CAOS“.

Sabem o que isso significa? Que o Caos está bombando entre os cariocas também. Bem que eu percebi que a popularidade do blog vem crescendo gradativamente desde o início deste ano.

Esse crescimento teve início logo no primeiro dia do ano com dezenas de acessos de Angra dos Reis. Já essa semana, o blog recebeu uma “enxurrada” de acessos de diferentes cidades do estado do Rio de Janeiro, principalmente Niterói. Até o Guns N’ Roses teve show cancelado no Rio por causa do Caos.

Isso, sem contar que nesse intervalo, o blog tem sido notado até fora do Brasil. Internautas de Haiti, Chile e mais recentemente do México, também passaram pelo Caos.

Pois é… O Caos ainda dominará o mundo.

Ps’s:

Ps1: É claro que é mentira. Nem minha mãe entra nesse blog.

Ps2: É claro que é verdade. O Caos dominará o mundo. De um jeito ou de outro…

Ps3: Maldoso é a mãe…








%d blogueiros gostam disto: